Elsword



Transcendência Apóstata

ain
Ficha
  • Classe: Apóstata

  • Armas: Pêndulo, Projeções de Armas

  • Idade: Desconhecida (aparenta ter 21 anos)

  • Sexo: Masculino
  • Característica

    Assim como o Errante, o grande diferencial do Apóstata é possuir a contagem de Absorção que faz crescer a Semente do Caos no personagem. Mas como Apóstata, Ain se livrou do seu caos interior, se focando no poder da entropia e ganhando melhor controle sob a energia de Henir em seu corpo.

    Entre suas novas habilidades, ele ganha novos buffs que aumentam suas resistências e chegam a absorver projéteis, bem como uma habilidade passiva que aumenta seu dano, principalmente quando estiver com o estado Henir ativado.

Personalidade

  • Como Apóstata, Ain está completamente diferente do Errante. Ele não se sente mais perdido. Ele não se sente mais confuso. Ele se livrou completamente do seu caos interior. Infelizmente, no processo Ain se tornou uma pessoa fria e prática, que acredita totalmente no princípio da Entropia, que diz que tudo no universo procura voltar ao seu estado perfeito: o vazio que existia anteriormente. Dessa forma, Ain agora defende a ideia de que o objetivo do universo é voltar ao nada.

    Frio e racional, Ain não corre mais o risco de ser tomado por emoções caóticas. Da mesma forma, ele não corre mais o risco de ser influenciado por emoções positivas. Para ele, o único princípio que está certo é o que rege a dimensão de Henir, onde tanto o espaço quanto o tempo mostram que, no futuro, o universo desaparecerá da mesma forma como surgiu. Tudo decai com o passar do tempo. Todas as coisas envelhecem e se deterioram. Tudo morre, até mesmo deuses, planetas e estrelas.

    Todo o resto não passa de simples distração e agora é difícil prever como Ain reagirá diante das coisas. Porque, no fim das contas, o que importa? Há motivo em salvar uma vida quando a pessoa está mesmo destinada a morrer? É claro que uma vida salva pode significar a vinda de descendentes, mas cada pessoa que nascer irá matar outras criaturas ou plantas para se alimentar, desgastar matérias-primas para construir seus bens e assim manter a ordem natural da vida, que no fim, leva ao nada.

    Não é como se Ain tivesse deixado de se importar. Ele, agora, enxerga o mundo de outra forma. Uma forma que não é regida nem pela emoção, nem pela religião, muito menos pela criação. O grande mistério é saber se Ain realmente vai se manter como um “guardião da ordem natural” ou se passará a agir ativamente em nome da Entropia, acelerando o processo da destruição do mundo...

 

História ain

Em meio ao turbilhão do caos que afetava suas emoções, Ain acaba se livrando de toda a sua confusão seguindo por um caminho mais niilista e passando a acreditar na entropia. Essa é a história de como ele se tornou o soberano absoluto do Vazio, que retorna tudo ao seu estado perfeito: o Nada.


Quanto mais a energia de Henir corrompia sua essência divina, mais o corpo do Ain se quebrava. E aquela semente do caos que havia brotado em suas costas carregando essa energia corrompida de Henir começou a se espalhar por todo o seu corpo. Mas ainda assim, Ain tentou resistir e se focar em sua missão sagrada. Ele aguentou a dor e seguiu em frente.


Isso até ele chegar à Fábrica Nasod com o Grupo de Busca do El. Lá, ele percebeu como os Nasods, uma criação dos humanos, eram fabricados em massa para depois serem simplesmente descartados quando já haviam cumprido seu propósito. Ao observar os Nasods, Ain começou a refletir sobre si mesmo: assim como eles, Ain também era um ser criado para cumprir uma missão específica e fadado a desaparecer assim que essa missão tivesse sido completada. Mas então, era só isso o que havia em seu futuro? Cumprir a missão de restaurar o El e desaparecer?

Confuso como estava o Errante, Ain foi tomado pelo medo e pela dúvida. E, novamente, ele procurou pela orientação de sua criadora. Decidido a obter uma resposta da deusa Ishmael, Ain partiu para Peyita, mas acabou se deparando com uma terrível aura demoníaca que cobria toda aquela região. Peyita estava tomada por inúmeros demônios, o que só deixou Ain ainda mais confuso e apreensivo. Sua única certeza naquele momento é que, assim que Ishmael ouvisse sua súplica, ela o responderia e o livraria de todas suas incertezas.


“Minha deusa vai me salvar”. Essa pensamento continha o último traço de esperança do Ain, mas era o suficiente para fazê-lo seguir em frente, desafiando os demônios em seu caminho. E assim ele foi lutando contra os seres sombrios, até se deparar com uma tenebrosa revelação: assim como os humanos veneravam a Pedra de El no passado, agora, os demônios veneravam uma nova fonte de energia: a Joia do El das Sombras.

Como aquilo podia ser verdade? Se o El era fruto da criação divina perfeita, uma energia que apenas os próprios deuses poderiam manipular, como, então, ele poderia ser corrompido daquela forma pelos demônios? E assim, se partiu o último resquício da fé que Ain ainda tinha em Ishmael. Revoltado, ele se virou para o céu e exigiu respostas. E, mais uma vez, teve o silêncio e a sensação de vazio como resposta. Foi a gota d’água para seu corpo ser totalmente tomado pela semente do caos.

Completamente cercado pela energia caótica, a essência do Ain parou e analisou bem toda aquela energia turbulenta alimentada pelo Espaço e Tempo de Henir. Contudo, dessa vez ele não se sentiu perdido. Ele não se sentiu confuso. Bem ali, na borda daquele caos desordenado, Ain percebeu que a criação de todas as coisas, do princípio ao fim da existência, estava fadada a cumprir um ciclo: tudo que existia estava destinado a retornar ao nada. Esse era o princípio da Entropia, a verdadeira energia que regia tudo no universo.

Levando isso em consideração, a missão de restaurar o El não fazia sentido, dado que se tratava de salvar coisas que estavam destinadas a desaparecer de qualquer forma. Isso também se aplicava a ele mesmo, que havia sido criado apenas para cumprir essa missão e depois desaparecer. Nada realmente importava. Tudo era passageiro e no fim, nenhuma preocupação realmente fazia sentido.

Com isso em mente, Ain finalmente se livrou de todas as suas emoções caóticas. Afinal, pra que ter ansiedade? Pra que temer o fato de que ele iria desaparecer se isso era o que aconteceria eventualmente com todas as coisas? Pra que ficar com raiva e se desgastar quando o objetivo final da existência estava finalmente tão claro? E mais claro ainda estava o fato de que Ishmael não lhe traria respostas. Ela não podia. Ela não compreendia o verdadeiro propósito da existência. A deusa estava errada!

Ain, então, abandonou e renegou sua deusa, transformando-se em um Apóstata. Junto dela, Ain também abandonou a missão de restaurar a Pedra de El. No lugar de manter seu corpo coeso através do uso da energia divina, Ain passou a absorver a energia caótica de Henir que vinha destruindo seu corpo esse tempo todo. Agora, Ain tinha um novo propósito. Ele era o soberano do Vazio e testemunharia a volta de tudo ao perfeito estado da não-existência.

Teste Preparatório de Atiradora

Passo 1: Elimite todos os monstros no Subúrbios do Castelo do Wally na dificuldade 'Muito Difícil'.

Passo 2: Converse com Echo na Vila de Elder.

Passo 3: Derrote o chefe da Caverna de Benders 2 vezes na dificuldade 'Muito Difícil'.

Passo 4: Derrote o Wally nº 8 no Castelo de Wally na dificuldade 'Muito Difícil'.

Teste de Canhoneira

Passo 1: Consiga o Mecanismo Nasod de Benders no Canal Subterrâneo em qualquer dificuldade.

Passo 2: Consiga a Chave de Reparos dos Pequenos Soldados no Castelo de Wally na dificuldade 'Difícil' ou superior.

Passo 3: Roube os materiais metálicos de Bender na Caverna de Benders na dificuldade 'Muito Difícil'.

Passo 4: Consiga o Núcleo de Energia do Wally nº 8 no Castelo do Wally na dificuldade 'Muito Difícil'.

Mudança de Classe
aniquilacao

Aniquilação Tipo: Habilidade Especial Nível Máximo: 20

Descrição

Move-se para frente. Se encontrar um inimigo durante o movimento, causa um turbilhão e ataca. Se falhar, recupera parte do MP e encerra o ataque.

Custo de MP: 100MP

Tempo de espera: 8 segundos

corrupcao

Corrupção Tipo: Habilidade Especial Nível Máximo: 20

Descrição

Dispara fragmentos rápidos à frente. Inimigos atingidos são marcados por um certo tempo. Após marcar, pressionar o atalho de habilidade novamente consumirá o MP e teleportará o personagem para trás do alvo marcado.

Custo de MP: 30MP

Tempo de espera: 7 segundos

campo-do-caos

Campo do Caos Tipo: Habilidade Especial Nível Máximo: 20

Descrição

Invoca um campo de restrições para impedir os movimentos de seus inimigos. Então cria uma fenda que isola o campo desde mundo, levando-o ao mundo da entropia.

Custo de MP: 200MP

Tempo de espera: 17 segundos

campo-da-liberacao

Campo da Liberação Tipo: Habilidade Especial Nível Máximo: 20

Descrição

Libera todo o poder de Henir em seu corpo. O poder de Henir se espalha rapidamente ao redor do usuário e leva aqueles que não vieram de Henir para o Mundo da Entropia. (Pode ser usado no ar).

Custo de MP: 300MP

Tempo de espera: 25 segundos