Capítulo 3

A Guerra contra os Nasods

Nasods

À medida que o continente foi sendo reconstruído pelos sobreviventes da tragédia, algo incrível aconteceu. Os Nasods mostraram que haviam evoluído a ponto de se tornarem seres de vontade própria. Não mais servos e escravos da humanidade, eles mesmos se encarregaram de erguer sua própria sociedade, nomeando inclusive um rei e uma pequena rainha para liderarem seu povo.

À princípio, a civilização Nasod cresceu aliada à dos humanos e juntos foram reconstruindo Elios. Infelizmente, os Nasods ainda precisavam se alimentar da energia de El para sobreviverem, mas agora que o poder da Pedra não estava mais tão forte como antes, a energia não servia mais para energizar os seres biônicos e sua nova civilização, que entrou em decadência. Os Nasods então, pediram ajuda aos humanos, na esperança de que eles os auxiliassem a encontrar uma nova fonte de energia para seu povo.

Com medo de que os Nasods pudessem novamente enfraquecer a Pedra de El, os humanos simplesmente negaram qualquer ajuda e ainda bloquearam o acesso dos Nasods à Pedra. Enfurecidos diante da traição de seus antigos criadores, os Nasods declararam guerra e as duas raças entraram em conflito. Mas à medida que gastavam energia nos combates, os Nasods foram se enfraquecendo cada vez mais. E assim, em poucos anos, os humanos finalmente venceram a guerra.

Com sua civilização em decadência e à beira da extinção, grande parte dos Nasods se recolheu em câmaras de hibernação, na esperança de um dia encontrarem alguma nova fonte de energia e poderem se reerguer. Foi assim que sua civilização acabou desaparecendo e se tornando parte das lendas de Elios.